MUITOS ESTILOS DE JOGO

VELOCIDADE E AGRESSIVIDADE

VELOCIDADE E AGRESSIVIDADE

Uma das partes mais recompensadoras e divertidas do Magic acontece quando você não está na mesa, mas construindo seu deck. Como é você quem escolhe os cards que farão parte do seu deck, você tem total controle sobre a estratégia que quer usar e a forma como quer jogar.

Uma estratégia popular é a agressividade impiedosa, também conhecida como deck agressivo. Um deck agressivo ataca cedo e frequentemente. É uma estratégia simples: pôr pressão no oponente cedo para desequilibrá-lo e acabar com seus 20 pontos de vida antes que ele saiba o que o atingiu.

Para jogar no estilo agressivo, encha seu deck de criaturas de baixo custo, maximizando as chances de conseguir conjurar uma a cada turno. Acrescente mágicas que removam as criaturas de seu oponente para abrir caminho para seu exército de atacantes. Geralmente, você terá pouca oposição no início do jogo. Tire vantagem disso atacando o máximo possível!

CONTROLE SEU OPONENTE

CONTROLE SEU OPONENTE

Outro estilo popular de deck é o controle. Sua estratégia com um deck de controle é sobreviver, desarticulando a estratégia de seu oponente e assumindo a dianteira no fim do jogo. A ideia é usar mágicas que removam as criaturas oponentes, ou impedir que elas sequer cheguem ao campo de batalha. Desequilibre os planos de batalha de seus oponentes fazendo-os descartarem cards da própria mão ou imobilizando o exército deles na mesa.

Encha seu deck com defesas de início de jogo, já que os decks de controle geralmente são melhores no final. O resto do deck deve lhe dar formas de lidar com as várias ameaças que seu oponente pode lançar contra você. Não deixe de incluir alguns cards de impacto para fechar o caixão quando você tiver o controle do jogo.

EFICIÊNCIA

EFICIÊNCIA

Os decks intermediários combinam elementos de decks agressivos e de controle. Esses decks são eficientes e ágeis, capazes de adotar uma postura ofensiva ou defensiva em instantes. As criaturas de um deck intermediário geralmente são bastante resistentes, forçando o oponente a utilizar vários cards para derrotá-las. Em vez de utilizar uma única estratégia, os decks intermediários estão equipados para ler o campo de batalha e se adequar a qualquer situação. Para construir um deck intermediário de qualidade, você precisará de um arsenal variado de armas e respostas, tanto para o início quanto para o fim do jogo.

COMBINAÇÕES LEGAIS

COMBINAÇÕES LEGAIS

Qualquer que seja o deck que você queira construir, é sempre bom procurar cards que formem boas combinações. Há toneladas de cards diferentes, e muitos deles têm habilidades que, quando combinadas, são muito maiores que a soma das partes.

Vamos dar uma olhada em alguns cards de criatura e ver como eles interagem uns com os outros. O primeiro é Zumbi Roedor.

Zumbi Roedor tem uma habilidade bastante forte. Ela mantém seu total de pontos de vida alto e, geralmente, as criaturas que você sacrifica estavam prestes a morrer de qualquer forma.

Se ele estiver no seu deck, a melhor coisa a fazer é adicionar criaturas dispensáveis. Aquelas que têm habilidades que são desencadeadas quando elas morrem são especialmente boas. Mas ainda melhores do que essas são as criaturas que você pode sacrificar múltiplas vezes. Eis Morto Tenaz.

A habilidade desta criatura de voltar dos mortos repetidamente faz uma combinação perfeita com Zumbi Roedor. Você pode usá-la para bloquear um atacante do oponente, sacrificá-la para um ganho rápido de vida e repetir a operação várias vezes, ficando em grande vantagem. Magic é realmente um jogo de descoberta e sinergia.

Este é apenas um exemplo. Há muitas combinações de cards empolgantes e poderosas que você descobrirá e construirá em seu caminho!

SUA CRIAÇÃO ÚNICA

SUA CRIAÇÃO ÚNICA

Um dos aspectos mais legais de Magic é sua liberdade ilimitada. Com tantos cards e tantas combinações para explorar, grande parte da diversão é descobrir seus próprios decks e usá-los para confundir seus oponentes. Poucas coisas são mais satisfatórias do que jogar com um deck que ninguém jamais viu, especialmente quando você vence com ele!

Explorar o Magic por meio das várias combinações e estratégias é seu próximo passo para dominá-lo. Seu único limite é a sua imaginação.

FORTALEÇA SUA ESTRATÉGIA

ESCOLHA AS CORES COM INTELIGÊNCIA

ESCOLHA AS CORES COM INTELIGÊNCIA

A primeira escolha que você fará ao construir um deck será que cores incluir. Os cards de Magic abrangem cinco cores diferentes, e cada uma tem suas próprias forças, fraquezas e personalidade. Cabe a você escolher as cores que representarão a sua estratégia na mesa.

Embora você possa jogar com todas as cinco cores se quiser, geralmente é melhor se focar em uma ou duas. Quanto mais cores você tiver, menos consistente será o jogo de seu deck. Assim, concentrando-se em poucas cores, você aumenta as chances de executar de forma bem-sucedida a estratégia de seu deck.

Dê uma olhada em cada uma das cores aqui. Quando tiver uma boa ideia do que representa cada cor, concentre-se em suas duas cores favoritas em seus primeiros decks.

BRANCO: PROTEÇÃO E EXÉRCITOS

BRANCO: PROTEÇÃO E EXÉRCITOS

O branco é a cor da ordem, da proteção e da luz. A magia branca cura e defende, mas também pode limpar o campo de batalha com uma onda de luz purificadora. Ela tem acesso a vastos exércitos de anjos, cavaleiros e campeões para ajudar você a controlar o campo de batalha.

Quando você jogar com o branco, será capaz de invocar um grande exército e de protegê-lo com poderosas mágicas e habilidades. Você conseguirá ganhar pontos de vida, anulando os esforços de seu oponente, enquanto envia suas tropas para o massacre. Suas criaturas são mais capazes de defender você, de modo que você não precisará se preocupar com o ataque das criaturas do inimigo.

O branco pode ser a cor da defesa, mas bate muito!

AZUL: TRUQUES E MANIPULAÇÃO

AZUL: TRUQUES E MANIPULAÇÃO

O azul é a cor do engodo, da lógica e da ilusão. A magia azul é ardilosa e ilusória, mas também pode ser fonte de infindável conhecimento. Ela pode invocar criaturas enormes das profundezas dos oceanos ou um exército alado das nuvens.

Quando jogar com o azul, você será capaz de manipular tanto o seu deck quanto o do oponente para benefício próprio. Você comprará muitos cards extras. Você será capaz de cancelar as criaturas de seu oponente antes que elas sequer cheguem à mesa, e de garantir que as mágicas dele falhem. Você governará os céus invocando toda sorte de criaturas voadoras e, como elas são muito mais difíceis para seu oponente bloquear, você será capaz de voar rumo à vitória por sobre os oponentes.

A essência do azul é atrapalhar os planos de seu oponente enquanto você constrói seu caminho para a vitória.

PRETO: MORTE E PODER

PRETO: MORTE E PODER

O preto é a cor da morte, da ambição e das trevas. A magia preta pode reanimar os mortos, causar insanidade e drenar a vida dos vivos. Ela pode invocar vampiros, zumbis, demônios e uma hoste de outros seres vis e sombrios para satisfazer sua vontade.

Quando jogar com o preto, você estará destruindo as criaturas de seu oponente e, às vezes, trazendo-as de volta dos mortos para lutar ao seu lado. Você fará o oponente descartar cards da própria mão, aniquilando suas ameaças antes que elas possam ser usadas contra você. Seu exército terá uma mescla de mortos-vivos difíceis de matar e horrores difíceis de bloquear, assim como qualquer criatura que você desencavar em seu cemitério ou no de seu oponente.

A magia preta fará qualquer coisa para ganhar poder, não importa o preço.

VERMELHO: FOGO E EMOÇÃO

VERMELHO: FOGO E EMOÇÃO

O vermelho é a cor da liberdade, da emoção e dos impulsos. Ela usa fogo e raios para obliterar seus inimigos, e terremotos para rasgar a própria terra. O exército vermelho pode ser veloz e incauto, mas também tem acesso a grandes dragões capazes de sobrevoar e devorar os inimigos.

Quando jogar com o vermelho, você estará causando dano ao que quer que esteja em seu caminho: criaturas inimigas, Planeswalkers inimigos e até mesmo ao seu oponente diretamente. Você será capaz de quebrar os artefatos e despedaçar os terrenos de seus oponentes. Você invocará uma horda de goblins rápida como um raio ou escurecerá os céus com dragões gigantescos.

A magia vermelha não é sutil e não é limpa. Ela é simplesmente poder bruto.

VERDE: NATUREZA E VIDA

VERDE: NATUREZA E VIDA

O verde é a cor do crescimento, do instinto e da natureza. A magia verde pode fazer criaturas enormes a partir de pequenas, inundar o campo de batalha com mana e caçar criaturas inimigas. O exército verde é cheio de predadores ferozes, feras poderosas e outros habitantes da floresta.

Quando jogar com o verde, você sempre terá acesso ao mana de que precisará para alimentar seus planos. Suas mágicas darão bônus às sua criaturas e as manterão no campo de batalha mesmo quando elas parecerem perdidas. Seu exército será cheio de monstruosidades parrudas e difíceis de matar, que atingirão seu oponente mesmo quando forem bloqueadas.

A magia verde reúne as forças da natureza e as joga contra seu oponente.

COMO CONSTRUIR UM DECK

PARTES DO SEU DECK

PARTES DO SEU DECK

Agora que você já tem uma ideia da variedade de decks que você pode construir, assim como das diferentes cores do Magic, está na hora de mergulhar de cabeça e construir um deck.

Ao pensar sobre o deck que você quer construir, é importante considerar algumas coisas:

Qual é a estratégia básica do deck?
Como o deck vai vencer?
Como o deck vai lidar com as ameaças de seu oponente?
Como o deck se sairá contra um deck mais rápido (agressivo)?

Você não precisa de respostas detalhadas. Essas são apenas coisas em que pensar enquanto estiver organizando os cards para seu deck.

Construir seu próprio deck é, de longe, uma das experiências mais satisfatórias que Magic tem a oferecer. Então, vá em frente e divirta-se!

MISTURE SEUS CUSTOS DE MANA

MISTURE SEUS CUSTOS DE MANA

Quando escolher cards para seu novo deck, olhe sempre seus custos de mana. Quanto mais mana um card custa, mais poderoso ele é, mas isso também significa que você só conseguirá usá-lo mais tarde no jogo. Portanto, é importante garantir que seu deck contenha uma variedade de custos de mana.

Uma forma fácil de pensar nos custos de mana é em turnos de jogo: o custo de mana de um card é, grosso modo, o número de turnos que se passarão antes que você possa usá-lo. Assim, um dragão que custa seis manas não lhe servirá para nada até seu sexto turno, enquanto um mero goblin de um mana pode ser usado imediatamente.

Isso significa que você pode encher seu deck com cards de custo seis, mas, se o fizer, não terá nada a fazer nos primeiros cinco turnos do jogo. Se seu oponente esteve conjurando mágicas e invocando criaturas durante esse tempo, você provavelmente estará em apuros mesmo que consiga invocar sua criatura enorme.

Da mesma forma, um deck cheio de cards de custo de um mana pode ser muito agressivo, mas no fim do jogo suas mágicas baratas não serão páreo para as mais pesadas de seu oponente. Misturar é mesmo a melhor coisa a fazer.

Para se certificar de que você tem uma mescla eficiente, é uma boa ideia arrumar os cards que você escolheu em montes separados por custos de mana. Todos os seus cards que custam um mana em um monte, seguidos pelos cards que custam dois, e assim sucessivamente.

Quando tiver feito isso, será fácil verificar se você tem muitos cards de custo alto. Via de regra, seus cards que custam de um a quatro manas devem ser mais numerosos que os que custam cinco ou mais. Embora alguns decks se saiam bem ignorando esta regra, geralmente ela é um bom começo.

Se você descobrir que seu deck está excessivamente "pesado", dê uma olhada em seus cards mais caros e decida se eles realmente deveriam estar no deck. Às vezes, a melhor decisão será sobre o que não incluir.

QUE CARDS EU POSSO USAR?

QUE CARDS EU POSSO USAR?

Uma das partes mais divertidas de jogar Magic acontece quando você finalmente testa seu deck recém-construído contra outros jogadores. Para ter certeza de que todos estejam em condições equilibradas, foi desenvolvido um conjunto padronizado de regras para a construção de decks. A maioria dos jogadores usa essas regras quer estejam construindo um deck para se divertir quer para competir.

A primeira regra é que seu deck precisa incluir pelo menos 60 cards. Você pode ter quantos cards quiser em seu deck, mas precisa ter pelo menos 60. De um ponto de vista estratégico, é uma boa ideia manter seu deck o mais próximo possível do mínimo de 60 cards, pois isso aumenta a consistência de seu deck.

A segunda regra é que você jamais poderá ter mais de quatro exemplares de cada card em seu deck. Isso significa que, se você tiver Javali Krosano em seu deck, poderá acrescentar mais três, mas, quando tiver chegado a quatro Javalis Krosanos, não poderá acrescentar mais nenhum. As exceções a esta regra são os cards de terrenos básicos. Eles são: Planície, Ilha, Pântano, Montanha e Floresta. Você pode ter qualquer número deles em seu deck.

Por fim, alguns torneios permitem usar quaisquer cards da história de 20 anos de Magic, enquanto outros permitem apenas cards dos últimos anos. Onde quer que você esteja jogando, confira sempre com seu oponente antes do início de um jogo para se certificar de que ele aceita as coleções de onde seus cards vêm. Se você está começando, isso não deve ser um problema, mas é uma boa ideia perguntar.

E é isso! Agora é hora de levar sua nova criação à arena!

COMO JOGAR

We use cookies on this site to enhance your user experience. By clicking any link on this page or by clicking Yes, you are giving your consent for us to set cookies. (Learn more about cookies)

No, I want to find out more