From the Director's Chair: 2013

Posted in Making Magic on 6 de Janeiro de 2014

By Aaron Forsythe

Saudações, Planeswalkers e outros habitantes do Multiverso! Chegou aquele momento do ano novamente em que eu relembro vocês de tudo que foi Magicamente Magnífico no ano passado! Sim, graças a vocês, o Magic teve mais um ano fantástico de crescimento! Muitas coisas ótimas aconteceram, produtos foram lançados, sites foram redesenhados, labirintos foram percorridos e monstros foram monstruossinados!

Além da minha recapitulação anual, eu tenho umas amostras das coisas legais que estão por vir e com certeza chamarão sua atenção. Portanto, vamos lá!

Vou começar com minha revisão de 2013...

Modern Masters

Por melhores que tenham sido os lançamentos dos quatro boosters principais do ano passado (já falaremos mais sobre eles), o produto que realmente se destacou em 2013 na minha opinião foi o Modern Masters. Foi uma coleção assustadora para se trabalhar. O último produto que fizemos com a intenção de aumentar a disponibilidade de cards mais antigos foi Chronicles, em 1995, e teve uma repercussão tão ruim que acabou fazendo com que meus predecessores aqui na Wizards of the Coast criassem a Lista de Reserva, com cards que são proibidos de serem reimpressos.


Mas dessa vez, nós acertamos. O formato Limitado foi um sucesso absoluto, e muitos jogadores o citaram como seu formato preferido de todos os tempos. A tiragem foi pequena — nós escolhemos ser conservadores intencionalmente —, mas isso garantiu que o mercado não ficasse saturado com cards que eram difíceis de conseguir anteriormente e esta escassez contribuiu em grande parte para o mais incrível evento de Magic já realizado, que teve 4991 jogadores, o Grand Prix Las Vegas.

Mas a melhor coisa que aconteceu com a tiragem de Modern Masters foi o grande crescimento na participação no formato Moderno. As inscrições nos torneios Modernos mais que triplicaram em 2013, comparadas a 2012, tornando-o nosso formato Construído número dois, logo atrás do formato Padrão. E a melhor parte é que quase todo esse crescimento chegou às lojas — nós oferecemos o mesmo pacote de um Pro Tour, uma rodada de CPTs e sete Grand Prix no formato em 2012 e 2013, mas mesmo o público nesses eventos sendo maior a cada ano, ele não chegou a duplicar, e muito menos triplicar. Não tenho certeza se foi o produto Modern Masters especificamente ou se seu lançamento tornou concreta a ideia de que estávamos falando sério sobre promover o formato ou se conforme as pessoas foram experimentando o formato, elas realmente gostaram, mas o crescimento foi tremendo — um indicador de grande potencial futuro para Modern Masters, como produtos no futuro!

Portões Violados e Labirinto do Dragão

O bloco Retorno a Ravnica começou de forma espetacular em 2012, e coleções subsequentes mantiveram as coisas interessantes fluindo no primeiro semestre de 2013. A estrutura única de bloco — nós não tínhamos lançado uma coleção grande em fevereiro ainda — foi bem recebida pelo público de draft, já que a mudança para Portões Violados triplo permitiu que todas as dez guildas mostrassem seu potencial no jogo Limitado de uma forma que o bloco Ravnica original não permitia. Novas mecânicas, como extorquir, batalhão e fundir adicionaram o tempero que faltava nos decks desde a mesa da cozinha até as melhores mesas do Pro Tour, e cards empolgantes, de Domri Rade a Fim do Labirinto, foram usados em novos e entusiasmantes decks.

Se existe alguma reclamação, é que as duas coleções eram tão diferentes uma da outra no draft, que o que deveria ser feito ao jogar com o bloco completo era forçar uma guilda de Portões Violados porque o retorno era muito maior. Isso foi uma eventualidade de nós nunca termos trabalhado em um bloco como esse antes, e algo em que estaremos muito mais focados no futuro, se um dia voltarmos a fazê-lo.

Magic 2014

A mais recente coleção básica de Magic foi marcada por algo que não saiu tão bem quanto esperávamos — o retorno das populares criaturas do tipo Fractius. Eles estão um pouco diferentes desde a última vez que vocês os viram no bloco Espiral Temporal, principalmente por terem seu texto afetando somente os Fractius do seu lado da mesa, assim como uma mudança criativa que os fez parecer mais humanoides. Cada mudança foi recebida com um pouco de desconfiança e desagrado por uma parte de nossos jogadores veteranos. Posso dizer que, apesar da mudança ser condizente com o que estivemos fazendo com os cards tribais nos últimos anos — uma mudança na qual acredito bastante —, eu gostaria que tivéssemos encontrado uma solução criativa que tivesse os atualizado além dos rostos contorcidos e espinhosos de outrora, mas que teria sido melhor recebida como um aprimoramento. Parece que infelizmente isso não foi possível.


Mas o Magic 2014 sem dúvida apresentou maravilhas incontestáveis na forma de três novos cards de Planeswalker — incluindo a versão mais poderosa de Chandra até agora —, um ciclo de penalidades de cor inteligentemente implementado, encabeçado por Zumbi Ceifador de Vidas, e algumas reimpressões surpreendentes de Caverna Mutável e Lodo Necrófago, além de outras coisas. E isso aumentou o coeficiente de adorabilidade dos cards de Magic significativamente, com agrupamentos como o trio Bruxa da Poção Pantanosa, assim como os favoritos do estilo "Johnny", como Piromante Jovem.

Theros

O que posso dizer sobre Theros que vocês não estejam experimentando todos os dias ao jogar Magic? Eu adoro essa coleção, e parece que todos vocês também gostam! Com um ambiente Limitado que tem suporte para decks de todas as velocidades e tipos, uma mecânica definidora de formatos em devoção e alguns dos cards mais sugestivos e empolgantes já impressos, Theros tem alguma coisa para cada pessoa.


A boa notícia é que há mais disso no horizonte. Não fazemos um bloco grande-pequeno-pequeno "tradicional" desde Cicatrizes de Mirrodin — na verdade, nós os fazemos tão esporadicamente agora que nem podemos mais chamá-los de "tradicionais" —, mas Nascidos dos Deuses e Viagem para Nyx manterão as maravilhas inspiradas nos gregos fluindo pelos próximos meses!

Commander

Levou algum tempo, mas nós finalmente lançamos a sequência da primeira coleção de 2011 de decks de Commander. Vocês devem concordar que esse novo lote valeu a espera. Os cinco decks são fantásticos de se jogar, têm reimpressões empolgantes e apresentam novas abordagens nos designs de comandantes lendários que não podiam aparecer em nenhum outro produto.


Uma coisa que não aconteceu exatamente como planejado com esses decks mais recentes de Commander é o desequilíbrio na disponibilidade causada pela presença de um card de Legado altamente procurado — True-Name Nemesis — em um deles. Apesar de não me arrepender de imprimir cards em produtos como este que são poderosos o suficiente para aparecer em decks Construídos em formatos Eternos, não me agrada que os decks ofereçam tantas propostas de valores diferentes quando há um desequilíbrio como este aqui. Nós faremos o melhor possível para melhorar o equilíbrio nos produtos no futuro!

Jogos principais

Com os eventos de Grand Prix crescendo mais do que nunca, cobertura ao vivo de cada Pro Tour e dois continentes de GPs, além de uma nova pegada na "Semana do Mundial", os jogos principais de Magic tiveram seu auge em 2013, com o engajamento e entusiasmo do público. Vimos nomes como Tom Martell, Josh Utter-Leyton, Craig Wescoe, Reid Duke, Shahar Shenhar, Raphaël Lévy, Sam Black, Makihito Mihara, Paul Rietzl, Jérémy Dezani e Owen Turtenwald registrar seus nomes nos livros de história de Magic e inspirar as escolhas de decks ao longo do ano. E 2014 promete ser ainda melhor, com um Pro Tour adicional e ainda mais coberturas de eventos!

Jogos da Marca

Em uma escala mais local, mas não menos impressionante, nós aumentamos nosso jogo em 2013 em relação às atividades de "jogos da marca" — aquelas animadas atividades que acontecem nos pré-lançamentos e outros eventos que ajudam a aprofundar-se ainda mais nas ricas histórias e nos mundos de Magic enquanto jogam.

Nós começamos com a reprise de caixas de guildas com o Pré-lançamento de Portões Violados, e terminamos com o espetacular Deck de Desafio Enfrente a Hidra, no Game Day de Theros. No meio-tempo, atravessamos o Labirinto do Dragão (talvez uma atividade um tanto complexa). O Pré-lançamento do Magic 2014 não contou com o componente dos jogos da marca, mas estaremos retificando esta lacuna para as coleções básicas — e todas as coleções — de agora em diante.

20º Aniversário

Se eu tenho algum arrependimento com tudo que aconteceu com o Magic em 2013, foi que nós não demos ao nosso próprio aniversário de 20 anos o nível de pompa e circunstância que ele merecia. Nós tivemos um ótimo evento na Gen Con, e todos nós lembramos de From the Vault: Twenty, mas não houve mais nada além disso.

Fomos criticados no passado por estampar "10º Aniversário" e "15º Aniversário" em cada produto que fizemos durante esses anos, e acreditamos que isso nos custou potenciais clientes, já que os novos jogadores ficavam preocupados de estarem irremediavelmente atrasados. Isso ocorreu numa época em que já estávamos perdendo jogadores, e não precisávamos de uma ajuda adicional para perder mais! Mas agora estamos no meio de uma longa ascensão e ficamos mais espertos sobre como lidar com diferentes públicos. Tenho certeza de que poderíamos ter feito mais aqui e que poderia ter sido positivo para a marca e para a comunidade. Por um aniversário de 25 anos e além!

Magic Online

Embora eu esteja escrevendo no fim de novembro de 2013, este é o elefante na sala, e eu acho justo lembrar a todos que o Magic Online funciona e funciona bem, permitindo que milhares de pessoas joguem formatos de todos os tipos usando praticamente todos os cards já impressos a qualquer hora, todos os dias do ano. Nós temos um fluxo rápido e interminável de implementações de coleções em papel que o Magic Online é capaz de acompanhar e que é um testemunho real para as equipes que fazem isso acontecer.


Mas houve problemas — neste ano, no ano passado, todos os anos. Faz parte da sua natureza, infelizmente, e acredite em mim quando digo que ninguém quer que o Magic Online seja tudo que ele é capaz de ser mais do que nós. E eu estou animado com o que está acontecendo aqui nos bastidores. Worth Wollpert e a equipe do Magic Online estão comprometidos em fazer melhorias e manter todos vocês informados das próximas novidades, então fiquem ligados.

Mas que ano...

Isso foi quase tudo o que aconteceu em 2013, e que ano foi esse! Há algumas coisas que eu não mencionei, como a festa de Theros na PAX, a exclusiva da Comic-Con, a reformulação deste mesmo website, Duels of the Planeswalkers 2014... Bom, tem mais uma coisa de 2013 que eu gostaria de revisitar...

Você Faz o Card

Pela primeira vez, desde Desaparecer na Memória, de 2006 (que foi um card que realmente desapareceu na memória), nós pedimos a vocês, os leitores de DailyMTG.com, para votar em uma série de opções que levaram à criação de um card, um encantamento preto chamado Não Desperdiçar.

Estou contente de poder apresentar em primeira mão o "produto final" — a versão final e pronta para impressão de Não Desperdiçar, bem aqui:


O que há de diferente na moldura desse card?

Como você pode ver pelo símbolo da expansão, Não Desperdiçar vai estar na coleção básica deste ano, Magic 2015. Como você também pode ver, vários ajustes foram feitos à moldura do card.

Eu passei a maior parte do tempo em 2013 liderando o design do M15, uma coleção ambiciosa que vai introduzir algumas coisas novas no jogo, que vão além de uma atualização na moldura dos cards. Nós temos muitas pessoas inteligentes aqui que estão sempre pensando em maneiras de melhorar o Magic. Muitas dessas ideias envolviam ajustes à parte da frente dos cards, mas já que nós não queremos fazer mudanças drásticas nas molduras com frequência, nós deixamos algumas dessas ideias se acumularem por um tempo antes de escolhermos a melhor oportunidade de implementá-las em uma grande leva. M15 é a oportunidade.

Há cinco grandes mudanças visíveis acima em Não Desperdiçar. Quatro delas são mudanças no jogo que serão implementadas em M15 e em todas as coleções futuras, e a última é uma coisinhas especial apenas para esta coleção. Vamos a elas.

1) A fonte

Desde sua criação, o Magic tem usado fontes disponíveis no mercado em seus cards. Como uma marca, nós sentimos que seremos melhores servidos tendo nossa própria fonte proprietária — algo dinâmico e com personalidade e ainda bastante legível.

Em geral, nós gostávamos do peso e forma da fonte "Matrix Bold" que usamos anteriormente, portanto, há várias similaridades entre a fonte antiga e a nova, chamada "Beleren", que deve mitigar qualquer sensação de estranhamento ao misturar as duas em decks.

2) O selo holográfico

Você vai notar um pequeno selo oval prateado na parte central inferior de Não Desperdiçar. Este é um novo selo holográfico que vamos implementar em todos os cards raros e míticos raros daqui pra frente. Os selos fazem os cards parecerem mais especiais, além de garantir autenticidade.

Os cards comuns, incomuns e terrenos básicos não terão este selo.

3) Informação de colecionador

Na parte inferior esquerda do card fica uma série de letras e números que indicam o número de colecionador do card (122/269), raridade (R), coleção (M15), e idioma (PT). O pequeno ponto entre a coleção e o idioma será uma estrela em cards premium, então tudo que você precisar saber sobre a edição do card vai estar em um local de fácil leitura.

Usar a cor preta na parte inferior dos cards para acomodar essas informações não foi uma decisão fácil, e pode ser a parte mais incômoda dessa atualização na moldura, mas foi feita com a melhor das intenções. Esta informação pode ser lida por softwares de reconhecimento nas nossas instalações de produção. Isso ajuda a eliminar os raros erros de empacotamento, como cards entrando em boosters de expansões erradas.

4) Menor tamanho da borda

Para podermos encaixar todas essas coisas legais nos cards novos, nós reduzimos a largura da borda preta em quase um milímetro em todo o entorno. Este espaço extra permite ter ilustrações e caixas de texto maiores.

5) O crédito do designer

Vocês vão notar que nós lhes demos todo o crédito pela criação do card no lugar que é normalmente ocupado pelo texto ilustrativo — "Criado pela comunidade de Magic". Esta é a primeira vez que damos crédito por um design específico de card, e é para vocês! Vocês deveriam se orgulhar! Apesar dos cards daqui para frente não apresentarem um crédito do designer (é triste, na verdade), há alguns cards no Magic 2015 que terão. (Vocês vão ter que esperar por esses detalhes! É muito legal, eu juro!)

Esses são os principais componentes da atualização na moldura de cards. Aqui está outro card de M15 para comparação. Este não é raro, portanto não tem nenhum selo, e como é uma criatura, ele tem uma caixa para Poder/Resistência, e como não é preto, você pode ver o design da moldura mais claramente. Somando tudo, é uma impressionante modernização da moldura de cards, e eu não vejo a hora de colocar minhas mãos neles com o M15.


Já estão animados para o próximo ano? Eu estou, e ainda há muitos segredos a serem revelados que temos reservado para vocês! Eu tenho uma equipe incrivelmente talentosa trabalhando para mim e tudo que eles têm reservado para o próximo ano é absolutamente fantástico!

Obrigado a todos por um ótimo 2013 e que tenhamos um divertidíssimo e Mágico 2014!

— aaron
@mtgaaron

Latest Making Magic Articles

MAKING MAGIC

25 de Julho de 2020

Boosters da Coleção by, Mark Rosewater

Hoje, vou falar sobre uma das coisas que vamos introduzir em Renascer de Zendikar — um novo tipo de booster. Caso o título ainda não tenha entregado, trata-se do booster da coleção e, na ...

Learn More

MAKING MAGIC

12 de Junho de 2017

Metamorfose 2.0 by, Mark Rosewater

Fazer o Magic é um processo iterativo. A gente cria, testa e recebe feedback sobre alguma coisa, e daí usamos esse feedback pra criar mais coisas novas ou para adaptar as coisas que já fi...

Learn More

Artigos

Artigos

Making Magic Archive

Procurando mais? Explore nosso arquivo e mergulhe em milhares de artigos sobre Magic escritos pelos seus autores favoritos.

See All